NAVEGANDO PUBLICAÇÕES 

Uma Editora vinculada ao Grupo de Estudos e Pesquisas "História, Sociedade e Educação no Brasil" - Histedbr - voltada à publicação de e-books para distribuição gratuita e livros impressos sobre temas científicos.

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Coleções

Formação de sistemas conceituais e educação escolar: articulações entre os pressupostos da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SUMÁRIO

 

INTRODUÇÃO

    

1 PENSAMENTO E FORMAÇÃO DE CONCEITOS À LUZ DA FILOSOFIA MATERIALISTA HISTÓRICO-DIALÉTICA   

1.1 Materialismo histórico dialético como sistema filosófico da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica     

1.2 Dialética conteúdo-forma de pensamento            

1.2.1 Conceitos, juízos e deduções: formas de movimento do pensamento.           

1.2.2 Pensamentos empírico e teórico: os níveis de movimento do pensamento   

1.2.3 Lei universal do desenvolvimento do pensamento

   

2 FORMAÇÃO DE SISTEMAS CONCEITUAIS E O DESENVOLVIMENTO DO PSIQUISMO              

2.1 Internalização de signos e formação de conceitos     

2.2 As operações lógicas de raciocínio e o desenvolvimento do pensamento  

2.3 Estruturas de generalização e a formação de conceitos   

2.3.1 As estruturas de generalização e a formação de conceitos em Vygotski         

2.3.2 O pensamento teórico e a generalização substancial             

2.4 Formação de conceitos e a atividade       

2.4.1 A apropriação dos conhecimentos e a formação de ações e operações mentais        

2.4.2 A atividade de estudo

          

3 FORMAÇÃO DE SISTEMAS CONCEITUAIS E A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO              

3.1 Sobre os sistemas conceituais a serem ensinados             

3.2 O ensino e a aprendizagem dos sistemas conceituais       

3.3 A tríade conteúdo forma destinatário na organização do ensino 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS  

            

REFERÊNCIAS